Canal:
CIDADANIA

 


CONFIRA AS PRINCIPAIS REGRAS PARA O DIA DA VOTAÇÃO

 .

   
Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, TSE divulgou regras específicas para as eleições de 2020  
                                     

No domingo, 15 de novembro, os eleitores de Ribeirão Preto irão decidir quem deverá ocupar o cargo de prefeito e quais serão os vereadores pelos próximos quatro anos. Essa, contudo, será uma eleição atípica. A pandemia do novo coronavírus alterou o calendário eleitoral, adiando para 15 e 29 de novembro o primeiro e o segundo turno, respectivamente, além de impor uma série de regras e cuidados dos eleitores e mesários. 

Devido ao cenário incomum, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou regras específicas para o dia da votação. Confira:

NO DIA DA VOTAÇÃO

Horário
Das 7h às 17h. O TSE orienta que pessoas com mais de 60 utilizem, preferencialmente, o horário das 7h às 10h. Em caso de segundo turno, a votação ocorrerá no domingo, 29 de novembro, no mesmo horário.

Documentos
No dia da eleição, é essencial portar documento oficial com foto: carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação. Também é recomendado levar o título de eleitor, já que nele constam informações sobre a zona e a seção eleitoral.

O voto
O eleitor deverá votar primeiro no candidato a vereador, são cinco dígitos. O segundo voto será para o candidato à Prefeitura, sendo dois dígitos.

Cuidados com a Covid-19
» O TSE orienta que o eleitor que tiver contraído a Covid-19 nos 14 dias anteriores à votação ou que esteja sentido febre, não saia de casa.
» Se possível, não leve crianças ou acompanhantes.
» É obrigatório o uso de máscara em todas as seções eleitorais.
» Na seção eleitoral não será permitido se alimentar, beber ou fazer qualquer atividade que exija a retirada da máscara
» Não será necessário entregar o seu documento de identificação nas mãos do mesário. Basta mostrá-lo a uma distância de cerca de 1 metro. O mesário lerá seu nome em voz alta para confirmar a identidade.
» Leve sua própria caneta. O objeto não será compartilhado.
» Antes de assinar o caderno de votação e utilizar a urna, limpe as mãos com álcool em gel.

Ausência
» Se estiver fora do domicílio eleitoral no dia da votação, é possível justificar o voto pelo celular. O TSE disponibilizou o aplicativo E-Título, no Google Play e Aplle Store.
» É possível justificar o voto em até 60 dias após cada turno apresentando documentos que comprovem o motivo da falta, como um atestado médico, por exemplo. A ausência também pode ser feita presencialmente no cartório eleitoral.

CANDIDATOS
Vereadores e o quociente eleitoral
Para a legislatura de 2021-2024, a Câmara Municipal dos Vereadores de Ribeirão Preto terá cinco cadeiras a menos, totalizando 22 vereadores. Para que um vereador seja eleito, são aplicados o quociente eleitoral e o quociente partidário. O quociente eleitoral é definido pela soma do número de votos válidos, excluindo brancos e nulos, divido pelo número de cadeiras em disputa. Por exemplo, se Ribeirão Preto registrar 400 mil votos válidos no próximo domingo, o quociente eleitoral será algo em torno de 18 mil votos.

Tendo esse número em mãos, é hora de encontrar o quociente partidário. Ele é obtido pelo número total de votos válidos que o partido recebeu dividido pelo quociente eleitoral. Nessa conta são somados os votos que todos os vereadores do partido receberam. Em um cenário hipotético, se o Partido do Fulano recebeu 37 mil votos, dividido pelo quociente eleitoral de 18 mil, ele terá direito a duas cadeiras na Câmara dos Vereadores. Essas duas vagas deverão ser preenchidas pelos dois vereadores que mais receberam votos naquele partido.

Caso alguma vaga fique sobrando, o número de votos válidos do partido será dividido pelo número de lugares obtidos. O partido que obtiver o maior resultado, assume a cadeira restante.



   
    

14/11/2020 - Revide
Foto: Divulgação