Canal:
EDUCAÇÃO

 

.
AULAS PRESENCIAIS NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE RIBEIRÃO SERÃO RETOMADAS EM 2021
.

   

Após pesquisa feita com os pais, Secretaria Municipal de Educação decidiu por não retornar as aulas presenciais em 2020
                                  


A rede municipal de ensino de Ribeirão Preto não terá aulas presenciais até o final do ano letivo de 2020. A informação foi divulgada pelo prefeito Duarte Nogueira (PSDB) e pelo secretário municipal de Educação, Felipe Elias Miguel, nesta sexta-feira, 9.  Já as escolas particulares poderão voltar a receber os alunos, limitadas a 35% da capacidade, a partir de terça-feira, 13.

A decisão foi tomada após uma pesquisa apontar que 82% dos pais dos alunos não apoiavam o retorno das aulas presenciais. Ao todo, foram ouvidos 10.835 pais e responsáveis, sendo que 1,9 mil foram favoráveis ao retorno e 8,8 mil se mostraram contrários. 

Ainda de acordo com o levantamento da pasta da Educação, cerca de 20% dos alunos da rede municipal de ensino não estão atendendo satisfatoriamente o contato com a escola por meio das aulas à distância.

Assim, a partir do dia 19 de outubro, data que dá início ao último bimestre de 2020, professores e a Secretaria de Educação deverão discutir estratégias para atrair e compensar as deficiências no ensino desses 20% de alunos. Além disso, terá início o planejamento para o ano letivo de 2021.

Segundo o secretário de Educação, esse período sem aulas presenciais será utilizado para a compra de insumos e equipamentos de proteção contra a Covid-19, além da reforma e adequação das escolas para a obtenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). Ao todo, 16 unidades passam por reformas.

Ademais, para o próximo ano será discutida a possibilidade de aulas e atividades no contraturno escolar, com a finalidade de recuperar o que foi perdido em 2020.

"Estamos reavaliando as diretrizes e prioridades da secretaria para este. Para o ano que vem, deverá ser feito uma retomada de conteúdo. O professor deverá, não só desenvolver as competências e conteúdo de 2021, como deverá voltar um pouco para desenvolver o que não foi trabalhado em 2020", explicou Miguel.

As atividades em contraturno ainda serão definidas por cada escola, de acordo com as necessidades dos alunos. Elas poderão ser feitas em sala de aula, por meio do ensino à distância ou em outros espaços públicos que serão definidos nos próximos meses.

"Nesse sentido, devemos estabelecer parcerias com as secretarias da Cultura e Esporte. Devemos utilizar os próprios municipais como museus, Bosque Municipal, Cava do Bosque e parques, parques. Vamos também desenvolver o ensino mediado pela tecnologia, que deve avançar no município. E, também, o escola na tv, que deve funcionar em horário reduzido", acrescentou o secretário.

Miguel declarou que para atender à demanda, a Prefeitura adquiriu mais um ônibus escolar e, no momento, estão com um pregão aberto para a aquisição de 1,5 mil computadores para renovar os laboratórios de informática da escola que poderão ser utilizados nos projetos de contraturno.


                            

09/10/2020 - Revide
Foto: Divulgação

[ imprimir ]             [ fechar ]