Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


PREFEITURA PRORROGA REGRAS DE ISOLAMENTO SOCIAL ATÉ O DIA 22 DE ABRIL EM RIBEIRÃO PRETO
   
 . REGIS

    
Decisão foi tomada em reunião por videoconferência com representantes da sociedade civil nesta sexta-feira, 3, e será publicada na segunda, 6 de abril  

                                    

  

Após reunião de mais de duas horas de duração, por videoconferência, com a participação de autoridades sanitárias e representantes de todos os segmentos da sociedade civil organizada, o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, anunciou que as medidas de isolamento social adotadas na cidade por meio do Decreto nº 76 serão prorrogadas até o dia 22 de abril, sem nenhuma alteração nos regimes de permissão e restrição de funcionamento de estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços vigentes no município. A decisão será publicada em novo decreto na próxima segunda-feira, dia 6 de abril, no Diário Oficial do Município.

“Todos temos uma responsabilidade muito grande neste momento, no sentido de tomarmos decisões que estão salvando vidas, responsabilidade esta que deve ser acompanhada de colaboração e compreensão”, disse o chefe do Executivo.

O prefeito ainda reforçou, em virtude da proximidade da Semana Santa, que os estabelecimentos comerciais que possuam alvará para venda de produtos alimentícios, principalmente os que comercializam ovos de Páscoa e produtos de chocolate, poderão exercer suas funções de venda, desde que cumpridas as exigências do decreto 76, de não permitir consumo no local.

“Também é importante ressaltar que suspendemos o corte de água e a cobrança da tarifa social por 60 dias, a CPFL suspendeu cortes de luz por 90 dias, suspendemos os aluguéis dos permissionários da prefeitura por 90 dias e suspendemos todos os protestos da Secretaria da Fazenda contra devedores do município”, concluiu Nogueira.

Os especialistas da área da saúde participantes da reunião, entre eles o secretário Sandro Scarpelini, o superintendente do Hospital das Clínicas,  Benedito Maciel, o diretor de Vigilância de Saúde do HC, Antônio Pazin Filho,  o dr. Fabrício de Freitas, da DRS-13, Nilton Gilmar Nessi - presidente Conselho Municipal de Saúde e Rodrigo Stabeli, da Fiocruz, foram unânimes em defender a manutenção do isolamento social, sob pena de a Covid-19 avançar ainda mais na cidade antes que o sistema de saúde seja capaz de atender adequadamente toda a demanda.

O boletim epidemiológico da cidade divulgado nesta sexta-feira (3) registrou 88 casos confirmados da doença, além de 627 notificações por suspeita de Covid-19 em Ribeirão Preto até o momento.

Também participaram da reunião os vereadores Lincoln Fernandes, presidente da Câmara, Alessandro Maraca e Renato Zucoloto; Regina Zagretti, do Sincomércio; o promotor de Justiça, dr. Wanderley Trindade; Guilherme Feitosa; dra. Andréa Cristina Corrado, vice-presidente da OAB-RP; Coronel Machado, comandante do CPI-3; Ricardo Amorim, da Defensoria Pública; Dorival Balbino, da ACIRP; o empresário Maurilio Biagi e Eduardo Amorim, do Instituto 2030; José Carlos Carrascoza, prefeito de Cravinhos e presidente do Conselho da Região Metropolitana de Ribeirão Preto; Fernando Bataus, da Polícia Federal; Júlio Prado, da AEARP e André Rezende, da Câmara de Dirigentes Lojistas.

 



03/04/2020 - UOL
Foto:  Getty Images