Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


BRASIL TEM 145.328 CASOS CONFIRMADOS DE CORONAVÍRUS E 9.897 MORTES
 
 . REGIS

    
Com o total de 59.297 recuperados, em 24 horas houve um aumento de 751 mortes
                  

  



Resumo:
    ·     9.897 mortes, eram 9.146 na quinta-feira (07)  
    ·     145.328 casos confirmados, eram 135.106 na quinta-feira (07)
    ·     Taxa de letalidade Nacional é de 6,8%

    ·     59.297 recuperados, na quinta-feira (07) eram 55.350
    ·     76.134 em acompanhamento

    ·     São Paulo tem 41.830 casos confirmados com 3.416 óbitos.
    ·     Taxa de letalidade em São Paulo é de 8,2%

O Ministério da Saúde registrou, até as 19h desta sexta-feira (8), 145.328 casos de coronavírus em todo o Brasil e 9.897 mortes provocadas pela doença. As informações foram atualizadas e repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 10.222 novos casos no sistemas oficiais do Governo Federal, além de 751 novos óbitos. No entanto, a maior parte das mortes refere-se a outros períodos, mas foi inscrita de ontem para hoje após investigação concluída ou em andamento.

Apesar de muitos municípios brasileiros ainda não registrarem casos confirmados nem óbitos da doença, de maneira geral o coronavírus está presente em todos os estados brasileiros. São Paulo segue concentrando a maior parte das notificações, com 41.830 casos e 3.416 mortes, seguido do Rio de Janeiro, que tem 15.741 confirmações e 1.503 óbitos. Os estados que apresentam o menor número de notificações são Mato Grosso do Sul, com 326 casos confirmados e 11 mortes, e Mato Grosso, que registra 547 casos e 14 mortes. Tocantins está na antepenúltima posição, com 494 casos e nove óbitos.

Veja a distribuição dos casos por UF:


Grupos de risco
Pessoas acima de 60 anos se enquadram no grupo de risco, mesmo que não tenham nenhum problema de saúde associado. Além disso, pessoas de qualquer idade que tenham doenças pré-existentes, como cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença neurológica ou renal, imunodepressão, obesidade, asma, entre outras, também precisam redobrar os cuidados nas medidas de prevenção ao coronavírus.


08/05/2020 - Ministério da Saúde
Foto: 
Divulgação