Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


SOBE PARA 10 O NÚMERO DE MORTES POR COVID-19 EM RIBEIRÃO
 
 . REGIS

    
Das 1.823 notificações registradas na cidade registra, até o momento, 370 casos foram confirmados e 1 mil descartados
                  

  

 


Subiu para dez o número de pessoas mortas pelo novo coronavírus em Ribeirão Preto. As informações são do Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal, nesta segunda-feira, 11.

As vítimas são duas mulheres. A primeira, faleceu no sábado, 9, em um hospital da rede privada. Ela tinha 88 anos e  apresentava um quadro de diabetes e doença cardiovascular crônica. A segunda, faleceu no domingo, 10, em um hospital público. Ela tinha 51 anos e também possuía diabetes e doença cardiovascular, além de uma doença pulmonar crônica.

Até o momento, Ribeirão Preto registra 370 casos confirmados de covid-19, 1.823 notificados e 1 mil descartados. A quantidade de pessoas que foram confirmadas com síndrome respiratória aguda grave também subiu. São 492 até o momento. Em todo o Estado de São Paulo, 3.743 pessoas morreram em decorrência do coronavírus. Ao todo, 46.131 pessoas já foram contaminadas.

Mortes
A primeira morte ocorreu em 26 de março. Gustavo Mercedes, de 36 anos, morreu após ficar internado no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. Ele lutava contra um câncer há dois anos e possuía doença renal crônica.

No dia 3 de abril, um homem de 76 anos faleceu no Hospital Ribeirânia. No dia 4 de abril, uma mulher de 89 anos, portadora de doença neurológica crônica, e que estava também em hospital público, foi a terceira morte. No dia seguinte, em 5 de abril, um homem de 57 anos, diabético e com doença cardiovascular, foi a quarta vítima.

Um homem de 87 anos foi a quinta vítima fatal da Covid-19, no dia 13 de abril. Além de ser idoso, a vítima possuía doenças cardiovascular e neurológica crônicas, o que o colocava no grupo de risco da doença. O óbito foi constatado em um hospital da rede pública. 

Na sexta-feira, 24, foi confirmada a sexta morte em decorrência da doença. O paciente, um homem de 73 anos, estava internado em um hospital público. Ele tinha diabetes e doenças pulmonares, segundo informou o prefeito Duarte Nogueira (PSDB). Ainda segundo o comunicado, o paciente morreu na quinta-feira, 23.

No dia 27 de abril, foi confirmada a sétima morte. Uma mulher de 70 anos, que estava internada em um hospital da rede particular e tinha diabetes e doença cardiovascular crônica, morreu no dia 26.  A oitava morte foi confirmada no dia 4 de maio. Se tratava de um homem, de 79 anos, que possuía histórico de cardiovascular crônica e doença neurológica crônica.
   


11/05/2020 - Revide
Foto: 
divulgação