Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


RIBEIRÃO PRETO FECHA 5 MIL VAGAS DE EMPREGO FORMAL NO MÊS DE ABRIL
  . REGIS1

    
Segundo Ministério da Economia, resultado é um dos piores da história para o município

                  

  


Ribeirão Preto fechou 5.038 vagas de emprego com carteira assinada no mês de abril e teve um dos piores resultados da história do mercado de trabalho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. 

No mês passado, com o estado de calamidade e quarentena já decretados, foram 3.577 contratações e 8.615 demissões de profissionais. No acumulado de 2020, já são 34.941 demissões e 30.214 contratações com carteira assinada, um saldo de 4.727 postos de trabalho formais fechados na cidade.

No mesmo período de 2019, foram registradas 35.054 admissões e 32.664 demissões, com saldo de 2.390 vagas criadas no mercado de Ribeirão Preto. Somente em abril, foram 1.053 vagas geradas, com 9.003 admissões e 7.950 demissões. 

Segundo o economista Edgard Monforte Merlo, a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus trouxe como principal consequência, em Ribeirão Preto, a perda de postos de trabalho. "As micro, pequenas e médias empresas são as que concentram a geração de empregos na cidade. Principalmente nos setores do comércio e serviços, a maioria considerados não essenciais. A perda de empregos foi o principal problema gerado por essa crise", disse. 

O Caged não mostra mais o recorte por setores na geração de empregos. 

 

27/05/2020 - Revide 
Foto:  divulgação