Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


OMS VOLTA ATRÁS E DIZ, AGORA, QUE TRANSMISSÃO DE CORONAVÍRUS ENTRE ASSINTOMÁTICOS É “MUITO RARA”
  . REGIS1

    
A Organização Mundial da Saúde recebeu relatórios detalhados de países que monitoram contatos e identificou que casos de transmissão assintomática são raros
                      

  

 

 


A Organização Mundial da Saúde informou hoje em uma coletiva de imprensa que a transmissão do novo coronavírus entre pessoas assintomáticas, ainda que seja possível, é “muito rara.”

“A partir dos dados que temos, ainda parece ser rara a pessoa assintomática realmente transmitir o vírus para outro indivíduo”, afirmou Maria Van Kerkhove, chefe da unidade de doenças emergentes e zoonose da Organização Mundial da Saúde. “É muito raro”, disse.

Estudos preliminares sobre o novo vírus indicavam que ele poderia se propagar com frequência mesmo entre pessoas contagiadas que apresentavam casos assintomáticos.

Vale notar que Van Kerkhove ressaltou que ainda são necessárias mais pesquisas para realmente responder à questão de se o coronavírus realmente se propaga ou não por meio de grupos de pessoas assintomáticas.

“Nós estamos recebendo uma série de relatórios de países que estão fazendo um rastreamento de contatos muito detalhado”, disse. “Eles estão seguindo casos assintomáticos. Eles estão acompanhando os contatos. E não estão encontrando uma transmissão secundária em curso. É muito raro.”

A nova posição da OMS contraria estudos feitos, por exemplo, pelo centro de prevenção e controle de doenças infecciosas dos Estados Unidos. O órgão recomenda a restrição de contato também de pessoas assintomáticas.

Para a OMS, os países devem focar em fazer testes na população e isolar as pessoas infectadas.

 

 

09/06/2020 - EXAME
Foto:  Divulgação