Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


BRASIL REGISTRA 1.603.055 CASOS CONFIRMADOS e 906.286 CURADOS DE COVID-19
  . REGIS1

    
Balanço do Ministério da Saúde aponta que nas últimas 24 horas, houve um acréscimo no registro de 602 mortes e de 26.927 recuperados da doença. Mortalidade Nacional é de 30,9 mortes a cada 100 mil habitantes  
     
                               

  
 


Veja o Resumo:
    ·     1.603.055 casos confirmados, eram 1.577.004 no sábado (04)
    ·     64.867 mortes, eram 64.265 no sábado (04)
    ·     Taxa de letalidade Nacional é de 4,0%
    ·     Mortalidade Nacional: 30,9 Mortes a cada 100 mil habitantes   

    ·     906.286 número de recuperados, no sábado (04) eram 876.359
    ·     631.902 casos em acompanhamento (ativos)    

    ·     São Paulo tem 320.179 casos confirmados com 16.078 óbitos.


    ·     Taxa de letalidade em São Paulo é de 5%
    ·     Mortalidade Estadual: 35 Mortes a cada 100 mil habitantes

 

Número de casos e mortes por UF: (Por ordem de Total de Casos Confirmados)

 

 

 

Boletim divulgado hoje (5) pelo Ministério da Saúde, registra que até o momento o Brasil tem 1.603.055 casos da covid-19. Desses, 64.867 casos resultaram em óbito, sendo 602 registrados nas últimas 24 horas. O número de pessoas recuperadas soma 906.286, o equivalente a 56,5% dos infectados.

São Paulo continua com o maior número de casos, 320.179; seguido pelo Ceará com 121.464, e pelo Rio de Janeiro, com 121.292. Em número de mortes, no entanto, o Rio de Janeiro, com 10.667, ultrapassa o Ceará, que teve 6.441 óbitos até o momento. Também nesse quesito, São Paulo registra o maior número, com 16.078 mortes.

Entre os estados com menos registros, o Mato Grosso do Sul é o de menor incidência, com 10.089 casos e 117 mortes. Tocantins, com 12.475 casos e 220 mortes, vem em seguida.

Apesar dos números nacionais, algumas cidades estudam a volta gradual da rotina. Na cidade de São Paulo, o prefeito Bruno Covas assinou os protocolos para reabertura dos setores de bares, restaurantes, estética e beleza na cidade.

No Rio de Janeiro, a reabertura de bares levou muita gente para a rua durante o primeiro dia de liberação. Na sexta-feira (3), após medidas punitivas, os estabelecimentos da cidade tomaram atitudes para diminuir as aglomerações. 

No Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha assinou decreto com o calendário de abertura de bares e escolas. O DF registra, até o momento, 57.854 casos diagnosticados e 699 mortes.

  

 


05/07/2020 - Ministério da Saúde / Agência Brasil
Foto:  Divulgação