Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


REGIÃO DE RIBEIRÃO PRETO CHEGA A 10 MIL CASOS CONFIRMADOS DE COVID-19
  . REGIS1

    
Em um mês, houve um aumento de 323% no número de casos e de 285% no número de mortes
     
                               

  
 


A Direção Regional de Saúde (DRS) XIII, que contempla Ribeirão Preto e outros 25 municípios, atingiu 10 mil casos confirmados de Covid-19, causada pelo novo coronavírus e 343 óbitos em decorrência da doença. Até o começo da tarde desta sexta-feira, 10, a região registrava 10.707 casos confirmados da doença.

No dia 10 de junho, há um mês, eram 2.530 casos e 89 mortes. Um aumento de 323% no número de casos e de 285% no número de mortes na região. A doença avança, sobretudo, nos municípios menores.

Em relação aos dados apresentados no dia 10 de junho, as cidades de Serra Azul, Pontal e Guatapará foram as que apresentaram maior variação. Sendo, 1800% em Serra Azul, 1326% em Pontal e 1040% em Guatapará. Das cinco primeiras cidades com maior variação, a maior é Pontal, com 49 mil habitantes. E todas apresentam variação acima de 1000%. Em comparação, Ribeirão Preto apresentou variação de 275% no mesmo período. 

Em números absolutos, Ribeirão Preto segue sendo a cidade com mais casos e mortes. Foram 5.136 novos casos e 166 novas mortes no último mês. O município é seguindo por Sertãozinho com 927 novos casos e 17 mortes; Pontal, com 411 casos e 11 mortes; Guariba com 281 casos e 7 mortes; e Serrana, com 178 casos e 8 mortes.

Casos e mortes
Os dados foram extraídos de veículos oficiais das prefeituras dos municípios e cruzados com os dados disponíveis no balanço da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) para o Governo do Estado de São Paulo. O balanço leva em conta a data da notificação da morte e dos casos confirmados.

Não obstante, cada município possuí políticas distintas na divulgação do número de casos. Alguns municípios, como Ribeirão Preto, divulgam o sexo e a idade das vítimas fatais, outros não. 

Ribeirão Preto: 7.001 casos confirmados e 214 mortes (até quinta-feira, 9)
Altinópolis: 42 casos confirmados e 2 mortes
Batatais: 134 casos confirmados e 3 mortes
Barrinha: 193 casos confirmados e 8 mortes
Brodowski: 123 casos confirmados e 5 mortes
Cajuru: 52 casos confirmados e 2 mortes
Cassia dos Coqueiros: 10 casos confirmados
Cravinhos: 94 casos confirmados e 7 mortes
Dumont: 57 casos confirmados
Guariba: 335 casos confirmados e 8 mortes
Guatapará: 14 casos confirmados
Jaboticabal: 135 casos confirmados e 9 mortes
Jardinópolis: 190 casos confirmados e 12 mortes
Luiz Antônio: 43 casos confirmados e 3 mortes
Monte Alto: 98 casos confirmados e 1 morte
Pitangueiras: 125 casos confirmados e 3 mortes
Pontal: 442 casos confirmados e 15 mortes
Pradópolis: 157 casos confirmados e 8 mortes
Santa Cruz da Esperança: 7 casos confirmados
Santa Rita do Passa Quatro: 71 casos confirmados e 2 mortes
Santa Rosa de Viterbo:  34 casos confirmados e 1 morte
Santo Antônio da Alegria: 8 casos confirmados e 2 mortes
São Simão: 33 casos confirmados e 2 mortes
Serra Azul: 38 casos confirmados
Serrana: 240 casos confirmados e 14 mortes
Sertãozinho: 1.031 casos confirmados e 22 mortes.

Leitos preocupam 
A região de Ribeirão Preto vai seguir na fase mais restritiva do plano de retomada econômica, segundo anunciou o Governo do Estado de São Paulo, que fará uma coletiva que no Palácio dos Bandeirantes, na capital.

A DRS XIII segue sem poder abrir o comércio e a prestação de serviços que não são considerados essenciais. A manutenção da restrição acontece por conta dos índices preocupantes relacionados à Covid-19 na região, como alta de casos, óbitos e ocupação de leitos.

Desde o início do Plano São Paulo, um dos melhores indicadores da região de Ribeirão Preto era a taxa de ocupação de leitos. Contudo, com o avanço da doença, a ocupação de leitos na região se tornou a pior de todo estado, com 88%. O segundo lugar ficou com Franca, com 85% de ocupação

 


10/07/2020 - Revide
Foto:  divulgação