Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


ALÉM DE MULTAR, GCM VAI PRENDER QUEM NEGAR USO DE MÁSCARAS
  . REGIS1

    
Segundo GCM, prisão por desacato ocorrerá caso a pessoa se recuse a seguir orientações dos agentes; uso do EPI em Ribeirão Preto é obrigatório desde 22 de abril
     
                               

  
 


A GCM (Guarda Civil Metropolitana) confirmou neste sábado (18) que as pessoas flagradas sem máscara de proteção em lugares públicos, em Ribeirão Preto, serão multadas e poderão ser presas por desacato, caso não cumpram a orientação. O uso do EPI (Equipamento de Proteção Individual) é obrigatório e tem o aval do Governo do Estado de São Paulo.

"Assim que a gente aborda a pessoa e a orienta sobre os riscos de levar essa doença [novo coronavírus] para a casa, ela acaba acatando. Agora, caso não acate a orientação, ela pode ser levada ao distrito policial pelo desacato, por desobedecer a ordem do agente", afirmou um representante da GCM, em matéria exibida neste sábado (18), no telejornal EPTV 1.   

A multa para quem for flagrado sem máscara é de R$ 500. Já o estabelecimento comercial que permite a entrada de clientes sem o EPI pode ser autuado em R$ 5.000.  

Autuações   
De acordo com a GCM, desde o início da pandemia, a corporação já realizou 436 vistorias em estabelecimentos. O número de autuações, contudo, não foi divulgado. (Com EPTV)

   


18/07/2020 - ACidadeON
Foto:  divulgação