Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


PREFEITURA DIVULGA DADOS DESATUALIZADOS SOBRE LEITOS EM RIBEIRÃO PRETO
  . REGIS1

    
Mesmo com dados atualizados em mãos, Executivo tem divulgado dados fornecidos pelo governo do Estado
     
                               

  
 

 
Mesmo em posse de dados atualizados em tempo real sobre a ocupação de leitos de Covid-19 em Ribeirão Preto, a Prefeitura tem divulgado dados desatualizados, vindos do Governo do Estado, sobre a ocupação na cidade.

Os números divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, com base nos dados do Governo Estadual, não condizem com outras base de dados e nem com as informações disponibilizadas pelos próprios hospitais.

No início do mês, o Portal Revide mostrou a discrepância entre esses dados. Em média, havia uma diferença de quase 10% entre os números divulgados pela plataforma LeitosCovid.org com os da Prefeitura. Segundo a plataforma, a cidade nunca chegou a ter 99% dos leitos ocupados.

A reportagem provocou o encaminhamento de um ofício do vereador Marcos Papa (CID) questionando o município se a  lei 14.478, que determina que os hospitais informem diariamente a ocupação de leitos à prefeitura, estava sendo cumprida. 

O ofício assinado pelo secretário de Saúde, Sandro Scarpelini, informa que o município já possuí acesso aos dados atualizados."Informo que segundo informações do Chefe da Divisão de Informática desta Secretaria, a equipe de tecnologia do Grupo Bild em parceria com a Divisão de Informática desta Secretaria criaram uma ferramenta de monitoramento de ocupação de leitos que é atualizada diariamente, sendo os dados abertos à consulta de toda a população através do link: LeitosCovid.org", escreveu Scarpelini.

"A ferramenta possui comunicação com todos os sistemas utilizados pelos hospitais e é automaticamente utilizada uma vez ao dia. Houve adesão de todos os hospitais públicos e privados que possuem leitos de UTI e enfermaria para o tratamento de Covid-19 no município", finalizou o secretário de Saúde.

Uma vez que o município dispõe dos dados e empenhou esforços e recursos na sua elaboração, o Portal Revide questionou a pasta do porquê continuam sendo divulgados os números de ocupação de leitos fornecidos pelo Governo do Estado. Também foi indagada sobre a diferença dos dados apresentados, perguntando qual das duas tabelas deveria ser levada em consideração: a divulgada pelo prefeito ou a do LeitosCovid.org.

A pasta se resumiu a responder todos os questionamentos encaminhados com a seguinte nota. "A apresentação dessa plataforma ocorrerá esta semana. Informaremos".

Rafel dos Anjos, doutor em Administração e criador do site RevelaGov sobre transparência na administração pública, avalia que não há motivos para que a Prefeitura continue divulgando os dados desatualizados. "A prefeitura tem ciência que esses dados estão desatualizados, então por qual motivo ainda divulgam?"

Para ele, problemas com transparência prejudicam a imagem do município. "Isso fica ruim para a imagem do município e nos preocupa enquanto sociedade civil, porque são esses dados que baseiam as decisões dos gestores", acrescenta.

Em vigor
Além da lei do vereador Papa, que oferece os mecanismos para a Prefeitura obter as informações dos hospitais,  também foi aprovada e sancionada no dia 21 de maio, a lei do vereador Lincoln Fernandes (PDT) que exige que o município os divulgue de maneira transparente.

O texto recebeu veto parcial, que foi acatado na sessão do dia 30 de junho, mas manteve o seu conteúdo praticamente inalterado. Com o projeto, a Prefeitura fica obrigada a divulgar o número de leitos de UTI em cada unidade de saúde credenciada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), bem como o número de pacientes infectados e que já receberam alta.

O veto da Prefeitura foi em relação ao local que os dados seriam divulgados. O parlamentar exigia que eles fossem informados no Boletim Epidemiológico, junto com o número de casos. Porém, o governo declarou que, com isso, o Legislativo estaria adentrando à esfera do poder Executivo.

"Acrescentamos que a Secretaria Municipal da Saúde está trabalhando para divulgação do censo sobre leitos disponíveis diariamente em sua página", escreveu o governo na justificativa do veto parcial. A redação final do texto segue agora para sanção do prefeito.

Desse modo, com as duas leis em vigor, o município deveria receber e divulgar os dados atualizados sobre a ocupação de leitos no município.

Plataforma digital
A plataforma LeitosCovid.org é atualizada em tempo real e divulga dados fornecidos diretamente pelos hospitais por meio de um sistema automatizado. Segundo Kim Morise, gerente executivo de Inovação do Grupo Bild e Vitta, responsável pelo projeto, a iniciativa nasceu de um grupo de empresários que estavam preocupados com os impactos negativos da pandemia na cidade, além da dificuldade do poder público em consolidar e divulgar essas informações de maneira clara.

De acordo com os responsáveis pelo projeto, eles entraram em contato com a Secretaria de Saúde e, assim como a assessoria do vereador Marcos Papa, também ouviram do secretário Sandro Scarpelini que o Executivo tinha dificuldade em centralizar as informações, que eles possuíam apenas uma "fotografia" do que estava acontecendo na cidade.

Com isso, a empresa forneceu todo o suporte tecnológico e de investimentos para criar um sistema simples, de modo a facilitar a transmissão da informação pelos hospitais.

"Não há interesse comercial por nossa parte, desenvolvemos de forma gratuita e com código aberto para poder ser escalável para outros estados e municípios", declarou Morise.

No site, é possível encontrar a taxa de ocupação dos leitos na cidade, tanto os de Covid-19 quanto os normais. É possível, também, observar a ocupação por hospital e por região da cidade. Como explicado por Morise, o site é aberto ao público e possui uma página com informações necessárias para que outros programadores repliquem a ideia em outras cidades e estados.

“Uma das visões da empresa não é só o segmento econômico, mas o que a gente pode trazer de legado para as nossa vidas em um cunho mais social", concluiu o diretor.

 


21/07/2020 - Revide
Foto:  divulgação