Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


ESTADO DE SP TEM MENOR NÚMERO DE MORTES NA SEMANA DESDE JUNHO
  . REGIS1

    
Embora o valor tenha sido menor do que o das semanas anteriores, a variação da média de mortes ainda é considerada como estabilidade pelos especialistas.  
     
                               

  


O estado de São Paulo registrou 1.612 mortes por coronavírus na semana entre 16 e 22 de agosto. O valor é 9% menor do que o registrado na semana anterior, que teve 1.764 óbitos entre 9 e 15 de agosto. O número desta semana epidemiológica também foi o menor registrado no estado desde junho.  Embora tenha caído, o total semanal está acima de 1.600 mortes no estado desde a segunda semana de junho. O valor da última semana continua alto e a variação está dentro do que os especialistas consideram como estabilidade. A variação da média móvel de mortes na semana foi de -10% em relação à média registrada há 14 dias, o que ainda indica estabilidade.

"São Paulo foi e continua sendo o epicentro da pandemia no Brasil, mas as medidas que estamos tomando aqui têm permitido o atendimento a todos que precisam. A queda no número de casos, a queda no número de óbitos nos conforta porque estamos falando em vidas que estão sendo poupadas, mas repito que não é hora de celebrarmos, não é hora de comemorarmos nada, é hora de ainda nos mantermos dedicados e firmes no combate ao coronavírus", afirmou o governador João Doria (PSDB) nesta segunda-feira (24).

Números desta segunda
O estado de São Paulo registrou 38 novas mortes por coronavírus em 24 horas nesta segunda (24), totalizando 28.505 desde o início da pandemia. As novas confirmações em 24 horas não significam, necessariamente, que as mortes e casos aconteceram de um dia para o outro, mas que foram contabilizadas no sistema neste período. Os valores costumam ser menores aos finais de semana e segundas-feiras.

A média móvel de mortes, que leva em consideração os registros dos últimos 7 dias e minimiza as diferenças das notificações, é de 229 óbitos por dia nesta segunda. A variação foi de -14% em relação à média registrada há 14 dias, o que indica estabilidade. Como o cálculo da média móvel leva em conta um período maior, é possível medir de forma mais fidedigna a tendência da pandemia.

Embora o valor da média móvel tenha sido menor, ele ainda não foi suficiente para reverter a tendência de estabilidade na curva epidemiológica. O índice está acima de 200 mortes diárias há 88 dias consecutivos no estado. A estabilidade de mortes em um valor tão alto é chamada de platô e preocupa especialistas.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde, também foram registrados 2.351 novos casos confirmados de Covid-19 em 24 horas, elevando o total para 765.480 casos. A média móvel de casos diários é de 7.688 nesta segunda.

O número de casos inclui resultados positivos em exames laboratoriais para Covid-19, tanto do tipo rápido, que verifica apenas a presença de anticorpos, quanto do tipo que analisa a presença do vírus no organismo - o chamado exame RT-PCR.  

Veja os novos registros no estado de SP nas últimas 24 horas:  
   » 
38 novas mortes  
   »  2.351 novos casos  

Veja o total no estado de SP desde o início da pandemia:  
   »  28.505 mortes  
   »  765.480 casos confirmados  

Internações e ocupação de UTIs  
Nesta segunda, a taxa de ocupação dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) caiu em relação a domingo, com índices de 55,6% no estado e 53,7% na Grande São Paulo. No domingo, os índices eram 56,2% no estado e 54,3% na Grande São Paulo.  
O número de pacientes internados com suspeita ou confirmação de Covid-19 no estado caiu para 11.159, sendo 6.120 em enfermaria e 5.039 em unidades de terapia intensiva (UTI). No domingo, eram 11.373, sendo 6.276 em enfermaria e 5.097 em unidades de terapia intensiva (UTI).



 

24/08/2020 - G1
Foto: 
Divulgação