Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


PESQUISADORES DA UFMG DESENVOLVEM PRODUTO À BASE DE NIÓBIO PARA COMBATE À COVID-19
  . REGIS1

    
Segundo o pesquisador, a substância protege superfícies do novo coronavírus por até 24 horas. Líquido pode ser borrifado em maçanetas, na própria mão ou na máscara. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está analisando o produto.  
     
                               

  


Pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), criaram solução à base de nióbio que, segundo eles, é capaz de proteger diversas superfícies do novo coronavírus por até 24 horas. Se for aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que ainda analisa a substância, o produto poderá ser usado em consultórios médicos ou em casa, por exemplo.

"Aplicada na forma de gel ou líquido spray, a solução tem ação prolongada para limpeza e desinfecção das mãos e não causa reações adversas, como sensação de ressecamento da pele", explicou o professor Luiz Carlos Oliveira, do Departamento de Química da UFMG.

O professor só revela que o novo produto contém moléculas de nióbio, é feito à base de água e não utiliza solventes. Por isso não é tóxico. Os testes que comprovaram a eficácia contra o coronavírus foram feitos em um laboratório da Universidade de São Paulo (USP) e foram financiados por um investidor.  

"Imagina que você tem um frasco de 50 ml por exemplo, você pode colocar no bolso, na bolsa, e antes de entrar em qualquer lugar a pessoa pode borrifar o produto na maçaneta, na própria mão, na própria máscara. Não deve ficar caro, a gente espera que não, para atender a sociedade", disse professor Luiz Carlos Oliveira  

As pesquisas começaram em 2018. Os professores criaram uma startup que fica no Parque Tecnológico, no bairro Engenho Nogueira, na Região da Pampulha em Belo Horizonte.



  

13/09/2020 - Ministério da Saúde
Foto:  Divulgação