Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


COVID NÃO É MAIS A PRINCIPAL CAUSA DE INTERNAÇÕES EM UTIs DE RIBEIRÃO
  . REGIS

    
Ao longo de quase cinco meses, os internados com o novo coronavírus foram maioria em Ribeirão Preto

                                

  



Os pacientes com a covid-19 não são mais maioria nas unidades de terapia intensiva (UTIs) de Ribeirão Preto. Ao longo de quase cinco meses, os internados com o novo coronavírus foram maioria.

No balanço deste sábado (31), Ribeirão Preto tinha 148 pessoas internadas em UTIs, sendo 71 pacientes (48%) estão em tratamento para a covid-19. A situação se mantém neste domingo (1º), com 143 internados em UTIs, sendo 67 com o novo cornavírus (46,8%).

Para se ter uma ideia da diminuição de internações, há 30 dias, no dia 2 de outubro, Ribeirão Preto tinha 187 pessoas em UTIs - desse total, 122, correspondente a 65,2%, estavam em tratamento da covid-19.

Mais baixo desde junho
O número total de internados com a covid-19 - UTIs e enfermarias-, no início da tarde deste domingo (1º) era de 152. Há 30 dias, em 2 de outubro, Ribeirão Preto tinham 248 pacientes internados com o novo coronavírus. Redução de 38,7%.

Já a ocupação de leitos de UTI está em 37,6% e o de leitos de enfermarias em 38,8%. Esse é o melhor cenário desde o início de junho.

Total
Até o momento, Ribeirão Preto tem 31.040 casos do novo coronavírus, que resultaram em 849 óbitos. Já o número de curados é de 28.612. 

 



  

01/11/2020 - ACidadeON
Foto:  Divulgação