Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 

     
DIRETOR DA FIOCRUZ EM RIBEIRÃO ALERTA PARA NOVA ONDA DA COVID-19
  . REGIS

    
Taxa de transmissão da covid-19 já aumenta em algumas cidades brasileiras; em Ribeirão Preto, transmissão da doença ainda está controlada

                                

  



A situação do novo coronavírus (covid-19) em São Paulo e em outras cidades no Brasil preocupa já preocupa os especialistas. A taxa de transmissão voltou a subir e já atinge patamares considerados de um novo surto da doença e o temor é que a nova onda da covid-19 atinja Ribeirão Preto.  

De acordo com o diretor da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) em Ribeirão Preto, Rodrigo Stabeli, a taxa de transmissão da covid-19 em São Paulo atingiu o patamar de 1,36. Isso significa, que a cada 100 pessoas com a doença, outras 136 podem ser contaminadas pelo novo coronavírus.  

Isso significa um novo surto da doença. Para Stabeli, quando o índice da taxa de transmissão fica acima de 1, significa que a pandemia está descontrolada.  

Atualmente, Ribeirão Preto tem o índice de contágio de 0,5, ou seja, para cada dez pessoas que estão potencialmente com o vírus, elas podem transmitir para cinco pessoas, o que ainda é considerado um número baixo pelos especialistas.  

No entanto, a preocupação é que o surto da covid-19 chegue, novamente, em Ribeirão Preto. Isso porque, a cidade está cerca de três semanas atrás de São Paulo no andamento da pandemia.  

"Visto que a maioria da população da cidade ainda é suscetível ao vírus, não podemos deixar acontecer o mesmo comportamento que tivemos no passado. Precisamos aprender com o passado, porque é um passado muito recente", disse Stabeli, em entrevista para EPTV.  

Nesta quarta-feira (18), Ribeirão Preto registrou 65 novos casos de pacientes infectados com o novo coronavírus e nenhum óbito. Na cidade, mais de 32,5 mil pessoas já foram diagnosticadas com a doença e 880 pacientes perderam a vida.

 



  

19/11/2020 - ACidadeON
Foto: 
Divulgação