Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 

     
ESTADO DE SP TEM 1.126.589 PESSOAS RECUPERADAS DA COVID-19
  . REGIS

    
Número de curados representa 88,4% dos diagnosticados com a doença; Veja mais detalhes

                                

  



Nesta sexta-feira (04), o Estado de São Paulo possui 1.126.589 pessoas recuperadas dos 1.276.149 pacientes confirmados com o novo coronavírus. Dos pacientes curados,

Do total de casos confirmados, 42.788 pacientes vieram a óbito, que representa uma taxa de letalidade (relação entre óbitos e casos positivos) de 3,5%. O Estado apresenta 93,2 mortes a cada 100 mil habitantes, enquanto a média nacional é de 83,7 óbitos a cada 100 mil habitantes.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 61,3% na Grande São Paulo e 54,3% no Estado. O número de pacientes internados é de 10.262, sendo 5.826 em enfermaria e 4.436 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 12h desta sexta-feira.

Hoje, os 645 municípios têm pelo menos uma pessoa infectada, sendo 598 com um ou mais óbitos. A relação de casos e óbitos confirmados por cidade pode ser consultada clicando aqui.

Perfil da mortalidade
Entre as vítimas fatais estão 24.613 (57,5%) homens e 18.175 (42,5%) mulheres. Os óbitos permanecem concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 76,7% das mortes.

Quanto às faixa etárias das vítimas fatais, o boletim apresenta:

    » Maiores 90 anos        2.880
    » 80 a 89 anos            8.780
    » 70 a 79 anos          11.064  
    » 60 a 79 anos          10.098
    » 50 a 59 anos            5.517
    » 40 a 49 anos            2.763
    » 30 a 39 abos            1.212
    » 20 a 29 anos              346
    » 10 a 19 anos                75
    » Menores 10 anos           53

Resumo:
    » Acima dos 60 anos:         32.822 – 76,7% do total de óbitos
    » Entre 30 e 59 anos:           9.492 – 22,2% do total de óbitos
    » Abaixo 30 anos:                   474 –  1,1% do total de óbitos

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (59,9% dos óbitos), diabetes mellitus (43,3%), doenças neurológicas (10,9%), renal (9,4%), pneumopatia (8,3%). Outros fatores identificados são obesidade (8,2%), imunodepressão (5,5%), asma (3,1%), doenças hepáticas (2,1%) e hematológica (1,7%), Síndrome de Down (0,4%), puerpério (0,1%) e gestação (0,1%).

Esses fatores de risco foram identificados em 34.353 pessoas que faleceram por COVID-19 (80,3%).

 


  

04/12/2020 - Equipe MDA
Foto:  Divulgação