Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 

     
ANVISA VAI AUTORIZAR USO DE VACINAS DE FORMA EMERGENCIAL
  . REGIS

    
Informação foi divulgada nesta quinta-feira; Brasil tem quatro vacinas na fase três: Pfizer, Oxford, Johnson e Sinovac

                                

  



A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou nesta quinta-feira (10) que vai liberar de forma emergencial vacinas contra a Covid-19. Para isso, basta o fabricante solicitar a liberação. A autorização, no entanto, é temporária e experimental.

A Agência avisou que reserva o direito de modificar, suspender ou cancelar a autorização temporária a qualquer momento, sempre levando em conta critérios técnicos e científicos. 

Quatro laboratórios têm vacinas na fase três de testes no Brasil: a Pfizer, a Oxford, a Johnson e a Sinovac.

Na prática, o a Sinovc, que desenvolve a CoronaVac em parceira com o Instituto Butantan de São Paulo, pode agora solicitar o aval emergencial temporário.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta o início da fabricação da CoronaVac no Instituto Butantan.

Um dos locais que recebe a fase 3 de testes de vacinas é o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. As vacinas testadas são a CoronaVac e a da Johnson.

Três possibilidades para o uso das vacinas:
» Registro definitivo: A solicitação é feita para a Anvisa após a conclusão da fase três;
» Uso emergencial: Fabricantes enviam à Anvisa dados preliminares da fase 3 que comprovam a eficácia da vacina e tem a liberação temporária;
» Lei Covid: Aponta que a Anvisa terá prazo de 72 horas para conceder a autorização para o uso de uma vacina que já tenha registro no Japão, nos EUA, na Europa ou na China. Se a Anvisa não se manifestar, a vacina pode ser usada da mesma forma.



  

12/12/2020 - ACidadeON 
Foto:  Divulgação