Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 

     
APÓS AUMENTO DE INTERNAÇÕES, RIBEIRÃO REABRE OITO LEITOS EM 24h
  . REGIS

    
Confira as taxas de ocupação de leitos e posicionamento da Secretaria Municipal de Saúde sobre a manutenção da ala covid-19

                                

  



Com a aproximação das festas de final de ano e aumento do número de internações relacionadas ao novo coronavírus, Ribeirão Preto amanheceu nesta terça-feira (15) com cinco novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e três de enfermaria. Os oito foram criados em menos de 24 horas.  

Agora, a cidade tem capacidade para tratar 92 pessoas simultaneamente na ala de terapia intensa (eram 87) e mais 148 nos quartos de cuidados coletivos (145 até às 12h de ontem). Boa parte dessas vagas, no entanto, já está ocupada. Veja os índices completos abaixo. 

O diferencial em comparação à primeira semana de dezembro, quando a Secretaria Municipal de Saúde confirmou o fechamento de 30 leitos, é ainda maior: de lá para cá, 23 novos casos foram acomodados na ala covid-19.  

Taxa de ocupação  
Ainda segundo o sistema que acompanha a movimentação dos hospitais públicos e privados de Ribeirão Preto na pandemia, a taxa de ocupação das UTIs subiu parar 52,17% na manhã desta terça-feira (15), mas ainda continua dentro dos padrões da fase verde do Plano São Paulo. 

São 92 leitos e 48 deles estão cheios. Do total, 34 pessoas fazem uso de respiradores - três a menos que o último levantamento reproduzido pelo ACidade ON.  

Já nas enfermarias, o índice é de 52,70%. Ou seja: das 148 vagas, 78 já foram destinadas ao tratamento do novo coronavírus.

Outro lado  
Questionada pela reportagem sobre a potencialização de leitos e a possível chegada de uma segunda onda da covid-19 em Ribeirão Preto, a Saúde disse que acompanha indicadores do município e faz a reversão de leitos normais para covid-19 conforme há necessidade.

"Ressaltamos que o monitoramento da pandemia é realizado constantemente pelo Comitê Técnico de Contingenciamento, assim como o planejamento caso a cidade enfrente uma segunda onda da doença", completou por meio de nota. 



  

15/12/2020 - ACidadeON
Foto:  Divulgação