Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


ESTADO DE SP TERMINA O ANO COM 1.462.297 CASOS E 46.717 ÓBITOS COM COVID-19
     . REGIS

    
Para reduzir os indicadores frente à evolução da doença, estado estipulou a fase vermelha até dia 3; Ribeirão Preto manterá fase amarela  

                                

  



O Estado de São Paulo encerra o ano com 1.462.297 casos e 46.717 óbitos por Covid-19, segundo boletim divulgado na tarde desta quinta-feira, 31. Somente nas últimas 24 horas, foram registrados 10.219 casos e 240 novas mortes pela doença. Entre o total de casos diagnosticados, 1.287.986 pessoas estão recuperadas, sendo que 155.243 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

Os índices da pandemia, que voltaram a subir no último mês do ano, registraram um aumento de 76% em novos casos e 66% em óbitos com relação a novembro. 

A média móvel de sete dias de óbitos que chegou a estar abaixo de 100 entre o final de outubro e a primeira quinzena de novembro, ultrapassou a marca de 150 novas mortes em alguns dias do mês de dezembro. A média móvel de casos também subiu e está em 6.258 hoje, 31. O índice esteve abaixo de 4.000 em diversos dias de outubro e novembro.

Com o objetivo de reduzir os indicadores frente à evolução da doença, o Governo do Estado de SP determinou que todas as cidades entrem na fase vermelha do Plano São Paulo nos dias 1, 2 e 3 de janeiro. No período, apenas os serviços essenciais poderão funcionar. A medida também foi implantada entre os dias 25 e 27 de dezembro. 

Mas, em decreto publicado na tarde desta quarta-feira, 30, a Prefeitura de Ribeirão Preto contrariou o estado e manteve Ribeirão Preto na fase amarela.

Nesta semana, o Centro de Contingência do Coronavírus de SP divulgou a "Carta pela Vida", assinada pelos 20 especialistas do grupo, com orientações quanto aos cuidados que devem ser tomados para evitar a disseminação do coronavírus. "A ação consciente de todos neste período do ano é parte vital na contenção da propagação do vírus", defendem os especialistas, em trecho do documento divulgado. O Centro também destacou a importância das medidas de proteção como manter as mãos limpas, uso de máscara e álcool em gel e respeito ao distanciamento social. 

Com relação aos demais índices da pandemia no estado, as taxas de ocupação dos leitos de UTI estão em 65% na Grande São Paulo e 61,3% no Estado. O número de pacientes internados é de 10.821, sendo 6.031 em enfermaria e 4.790 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 10h desta quinta-feira.

Hoje, os 645 municípios têm pelo menos uma pessoa infectada, sendo 607 com um ou mais óbitos.

 


  

31/12/2020 - Revide
Foto: 
Divulgação