Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


VEJA O QUE MUDA COM A ATUALIZAÇÃO DO PLANO SÃO PAULO
     . REGIS

    
Estado torna mais difícil o avanço de fase

                                

  



Estado mantém a região de Ribeirão Preto na Fase Amarela, porém altera o funcionamento do Plano São Paulo

» Mudanças
Durante a coletiva, o governo divulgou novas regras que tornam mais difícil o avanço de fase no Plano São Paulo. A partir de agora, as regiões precisarão ter indicadores melhores para alcançar fases mais flexíveis.

» Endurecimento para avançar para a Fase Verde
Como era: Região precisava alcançar 40 internações por 100 mil habitantes e 5 óbitos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Como ficou: Região precisa alcançar 30 internações por 100 mil habitantes e 3 óbitos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

» Endurecimento para classificação na Fase Laranja
Como era: Parâmetro de taxa de ocupação UTI Covid para Fase Laranja: 75%.

Como ficou: Parâmetro de taxa de ocupação UTI COVID para fase laranja: 70%

» Mudança dos indicadores de evolução da pandemia
Como era: Indicadores de variação para casos, óbitos e internações, com parâmetros para todas as fases. Indicadores de incidência para internações e óbitos, com parâmetros para avançar para fase Verde.

Como ficou: Indicadores de incidência para casos, internações e óbitos, com parâmetros para avançar para fases Laranja, Amarela e Verde.

» Novas regras de funcionamento
Também foram divulgadas novas regras de funcionamento para o comércio e serviços nas fases Amarela e Laranja. 

Fase Laranja
- Ampliação das atividades permitidas para todos os setores;
- Capacidade limitada: de 20% para 40% de ocupação para todos os setores;
- Funcionamento máximo de estabelecimentos limitado: de 4 para 8 horas por dia;
- Parques estaduais abertos;
- Proibição de atendimento presencial em bares;
- Restrição de atendimento presencial até as 20h em todos os estabelecimentos.

Fase Amarela
- Todas as atividades em funcionamento;
- Capacidade limitada a 40% de ocupação para todos os setores;
- Funcionamento máximo de estabelecimentos limitado a 10 horas por dia;
- Parque estaduais abertos;
- Restrição de atendimento presencial até as 20h em bares;
- Restrição de atendimento presencial até as 22h em todos os demais estabelecimentos.

A próxima atualização do Plano São Paulo foi marcada para 5 de fevereiro. No entanto, o Comitê de Contingência da Covid-19 afirmou que qualquer região poder ser rebaixada caso a ocupação de leitos sair de controle. 

 


  

08/01/2021 - Revide
Foto:  Divulgação 

QUIP