Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


SERRANA PARTICIPARÁ DE ESTUDO DE VACINAÇÃO EM MASSA DO BUTANTAN
     . REGIS

    
Anúncio foi feito por live em rede social da Prefeitura de Serrana nesse sábado, 6, com participação de especialistas da saúde; previsão é de imunizar 30 mil munícipes em dois meses

                                

  

 

Uma parceria do Instituto Butantan, do Hospital Estadual de Serrana e da Prefeitura de Serrana, na Região Metropolitana de Ribeirão Preto, pretende vacinar contra a Covid-19 30 mil indivíduos da cidade em até dois meses. O projeto faz parte de um estudo da CoronaVac, desenvolvida em solo nacional pelo Butantan.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Serrana possui 45.844 habitantes. Com início marcado para dia 17 de fevereiro, o projeto é restrito aos moradores da cidade e as doses do imunizante são exclusivas para o estudo e não fazem parte do plano estadual de vacinação. 

“Serrana possivelmente será a primeira cidade do Brasil, quem sabe do mundo, de receber a vacinação em massa e ter a oportunidade de realmente imunizar toda a população”, disse o prefeito de Serrana, Leo Capitelli (MDB), em seu discurso de abertura. 

Serão quatro semanas de aplicação da primeira dose e mais quatro para segunda. O cadastro para participação no projeto começa a partir de quarta-feira, dia 10. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, vão ser utilizadas oito escolas municipais para aplicação das doses. 

Diferente dos estudos clínicos, que analisam a segurança e eficácia do imunizante, a pesquisa, financiada integralmente pelo Instituto Butantan, busca investigar os efeitos da vacinação sobre a epidemia da Covid-19 de forma geral na população. 

“Quanto maior for a adesão da população a essa vacinação, maior será a contribuição que o município vai dar ao mundo, porque esses resultados serão disponibilizados em relatos, reportagens, artigos científicos(...)” disse Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan. 

Covas ainda criticou a disseminação de notícias falsas nas redes sociais; “Diferente do que dizem nas redes, estamos usando uma das melhores vacinas disponíveis em todo o mundo”. 

Justificativas 
Entre os motivos para escolha de Serrana, um deles é a proximidade com Ribeirão Preto (SP), importante polo de saúde no país que pode oferecer estrutura e apoio para a pesquisa. Ainda, segundo dados apresentados na transmissão ao vivo, o município de Serrana possui cerca de 10 mil habitantes que se deslocam diariamente na para região a trabalho, o que pode favorecer a disseminação do coronavírus, segundo informações apresentadas pelo doutor Marcos Carvalho Borges, diretor geral do Hospital Estadual de Serrana. 

“O projeto é voluntário, mas é importante a participação de todos pelo bem da cidade e para termos dados mais consistentes” completou Marcos, que é também docente na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. 

O diretor de Ensaios Clínicos e pesquisador do Instituto Butantan, Ricardo Palacios também explicou a escolha do município para o projeto. 

“Serrana é o lugar certo para fazer algo inovador. São pouquíssimos projetos dessa espécie no mundo registrados até o momento, em parte pois são muito difíceis de se fazer e em parte pois as comunidades onde esses projetos acontecem devem estar engajadas e aderirem ao projeto, e nós acreditamos em Serrana e na população serranense” disse Palacios. 

 


  

07/02/2021 - Revide
Foto:  Divulgação/Reprodução