Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


VACINAÇÃO PARA GRUPOS ESPECÍFICOS NÃO EXIGIRÁ AGENDAMENTO EM RIBEIRÃO
     . REGIS

    
Todos os agendamentos foram cancelados; confira as regras para cada grupo

                                

  


Por um erro de comunicação da Secretaria de Saúde de Ribeirão Preto – que induziu a um agendamento indiscriminado de pessoas fora das categorias especificadas –  foram cancelados todos os agendamentos feitos no site da prefeitura de Ribeirão Preto para a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em  pessoas com síndrome de Down, com idade entre 18 e 59 anos, pacientes transplantados imunossuprimidos, com 18 a 59 anos, e pessoas com deficiência permanente, com 55 a 59 anos de idade.

A aplicação da primeira dose da vacina para as três categorias citadas, sem a necessidade de agendamento, acontecerá no próximo sábado, dia 15 de maio, a partir das 8h, em Unidade de Saúde a ser definida e divulgada durante a semana.

No dia da aplicação, é preciso ter em mãos um documento oficial com foto, CPF, comprovante de endereço de Ribeirão Preto. Para pessoas com deficiência permanente será obrigatória a apresentação do comprovante de Benefício Prestação Continuada (BPC) para receber a vacina.

Para todos os grupos, no dia e horário agendados para receber a vacina, será preciso ter em mãos, também, um documento oficial com foto, CPF e comprovante de endereço de Ribeirão Preto atualizado.

Pessoas acamadas
As pessoas acamadas, dessa faixa etária, poderão receber a vacina em sua própria casa, por meio do SAD (Serviço de Atenção Domiciliar). Basta entrar em contato com a unidade de saúde mais próxima ou no próprio SAD, pelo telefone 3977-7111.

Gestantes
A  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata do uso da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz para mulheres gestantes. A orientação está em Nota Técnica emitida pela agência. 

Em seguimento a recomendação da Anvisa, a Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão informou que irá suspender temporariamente o agendamento para gestantes e puérperas em Ribeirão Preto, pois o lote recebido para este grupo era do fabricante AstraZeneca.

A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). A decisão é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra a covid-19 em uso no país.

A vacina vinha sendo usada em gestantes com comorbidades. Agora, só podem ser aplicadas nas grávidas a Coronavac e a Pfizer.

 


  

11/05/2021 - Revide
Foto: 
Alexandre de Azevedo / PMRP