Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


BANCO DE SANGUE DE RIBEIRÃO ESTÁ EM SITUAÇÃO CRÍTICA, COM ESTOQUE EM BAIXA
     . REGIS

    
Além dos estoques em queda, houve um aumento de transfusões e previsão é de aumento da demanda por bolsas

                                

  


O Banco de Sangue de Ribeirão Preto está em situação crítica devido aos estoques em queda e o aumento de transfusões. Com os casos de Covid-19 e a retomada de cirurgias e tratamentos clínicos, especialmente os oncológicos, as doações se tornam ainda mais necessárias.

São necessárias 70 doações diárias para que o estoque se mantenha regularizado e não cause impactos a quem precisa. Mas, no cenário atual, a frequência diminui constantemente, com o déficit de 40% de doações diárias, ao mesmo tempo em que a demanda por transfusões cresceu 11% nos últimos sete dias.

“Sempre que há um declínio nas ocupações hospitalares decorrentes das internações por Covid-19, essa demanda represada de tratamentos clínicos e cirúrgicos volta acumulada com necessidade latente de ser suprida”, esclarece Dra. Maria Isabel, Médica Hematologista do Banco de Sangue de Ribeirão Preto.

Além de tratamentos represados, neste ano está havendo maior incidência de transfusão de sangue e componentes em pacientes de Covid-19.

Desde o início da pandemia o volume de doações vem diminuindo pelo medo que as pessoas tem da contaminação pelo coronavírus, sendo assim, os bancos de sangue operam sempre com estoque baixo desde então. A Drs. Maria Isabel afirma que o Banco de Sangue segue rigorosamente todos os protocolos de segurança e mantém as práticas preventivas para o enfrentamento do vírus.

O Banco está aberto ao público, de segunda a sábado, das 7h às 18h. 
Localizado na
Rua Quintino Bocaiúva, 975
apenas 50 metros do antigo endereço. 
O novo local dispões de uma infraestrutura ampla, 
em um espaço exclusivo, fora de um ambiente hospitalar.

Para doar sangue é necessário:
» Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;
» Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);
» Estar em boas condições de saúde;
» Pesar no mínimo 50 kg;
» Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
» Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum;
» Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);
» Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;
» Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias;
» Não ter tido Sífilis, Doença de Chagas ou AIDS;
» Não ter diabetes em uso de medicações;

Critérios específicos para o Coronavírus:
»
Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 30 dias após cessarem os sintomas para realizar doação de sangue;
» Candidatos que viajaram para o exterior devem aguardar 30 dias após a data de retorno para realizar doação de sangue;
» Candidatos à doação de sangue que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, bem como aqueles que tiveram contato com casos suspeitos em avaliação, deverão ser considerados inaptos pelo período de 14 dias após o último contato com essas pessoas;
» Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos SARS, ERS e/ou 2019-nCoV, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos por um período de 30 dias após a completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindique a doação).
  


  

13/05/2021 - Revide
Foto:  Divulgação /
Pixabay