Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 


SECRETÁRIO DA SAÚDE DE RIBEIRÃO NÃO DESCARTA NOVO LOCKDOWN
     . REGIS

    
Sandro Scarpelini admite agravamento da pandemia e afirma que novo fechamento vai depender de como serão os próximos dias na cidade

                                

  

Com o aumento dos casos graves de covid-19 em Ribeirão, os hospitais públicos e privados da cidade estão com a capacidade de atendimento no limite

Uma situação parecida com os dias que antecederam ao lockdown adotado em Ribeirão Preto entre os 17 a 21 de março deste ano. 

Na ocasião, a cidade chegou a atingir 100% de ocupação dos leitos de UTIs públicos, mas depois estabilizou na casa dos 94%.  

Nesta terça-feira, 18 de maio, dois meses após a aplicação das medidas mais restritivas, o cenário na saúde volta a ficar preocupante.  

A taxa de ocupação nos leitos de UTIs Covid-19 em hospitais públicos é de 98.11% ; Das 159, 156 estão ocupadas ; restam só 3 leitos. 

Nos hospitais privados, a taxa  é de 86,07%. Das 122 disponíveis, 105 estão com pacientes. 

Os dados foram obtidos no portal, que faz o monitoramento das vagas disponíveis em Ribeirão e correspondem a atualização feita às 15:30. 

Novo lockdown? 
Diante da piora dos indicadores, o secretario de Saúde de Ribeirão, Sandro Scarpeline, afirmou em entrevista nesta terça-feira (18) para a CBN Ribeirão que a Prefeitura não está planejando no momento nenhum fechamento, mas admitiu que existe a possibilidade. 

"A gente teve essa experiência há 56 dias, houve uma queda, mas não foi no patamar que  a gente esperava. Agora tudo vai depender de como serão os próximos dias", disse Sandro.

Em lockdown 
Nesta semana, duas cidades da região decretaram lockdown para conter o avanço da doença. 

Batatais já está em confinamento e segue até o fim do mês com restrições rígidas de circulação de pessoas. 

Já Bebedouro, inicia o lockdown a partir desta quinta-feira, 20 de maio. As medidas são válidas, também até o fim de maio



  

18/05/2021 - ACidadeON
Foto:  Weber Sian