Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 

    
SERRANA INICIA NOVA ETAPA DO ‘PROJETO S’ NESTE FINAL DE SEMANA
     . REGIS   s 

        
Objetivo é entender sobre o impacto da CoronaVac no controle da pandemia e da transmissão do vírus, além de avaliar qual o tempo de duração da imunização no organismo
   
          

 

  


O município de Serrana inicia neste final de semana a próxima etapa do Projeto S, estudo realizado pelo Instituto Butantan para verificar a eficácia do imunizante CoronaVac. Segundo os pesquisadores, a efetividade da vacina já foi comprovada, mas ainda é necessário entender o impacto no controle da pandemia e na transmissão do vírus.

Por isso, o objetivo dessa etapa será avaliar a imunidade dos adultos e idosos que completaram o ciclo de imunização. Além de analisar o processo de envelhecimento do sistema imunológico, que pode interferir na forma com que o organismo combate o vírus no decorrer do tempo. Ou seja, compreender quanto tempo dura a imunização após a última dose.

Podem participar do estudo apenas os moradores que coletaram sangue na primeira fase que havia sido realizada em julho. Os candidatos a se voluntariar devem ir até uma das oito escolas estaduais da cidade entre os dias 23 e 24 de outubro, das 8h às 16h30, para que assim possam coletar uma segunda amostra de sangue. 

"É de extrema importância que os participantes retornem para a avaliação sorológica, que é o mecanismo que temos para entender a duração e potência da imunidade ao longo do tempo. Contamos com os serranenses em mais uma etapa deste estudo inédito para o país", enfatiza Gustavo Volpe, um dos coordenadores médicos do estudo e diretor técnico do Hospital Estadual de Serrana.

Após as coletas, os testes serão feitos no Laboratório Estratégico de Diagnóstico do Instituto, ainda com o acompanhamento do Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Os voluntários vão ser monitorados pelo período de um ano.

Confira as escolas que realizam a coleta de sangue:
  » EE Jardim das Rosas
  » EE Professora Neusa Maria do Bem
  » EEF Jardim Dom Pedro I
  » EMEF Paulo Sérgio Gualtieri Betarello
  » EMEF Professor Edésio Monteiro de Oliveira
  » EMEF Professora Dalzira Barros Martins
  » EMEF Professora Dilce Gonçalves Netto França
  » EMEF Professora Maria Celina Walter de Assis

Projeto S
Até março desse ano, o Instituto constatou que a imunização com as duas doses diminuiu em 80% os casos sintomáticos de Covid-19, as internações caíram em 86%, e as mortes diminuíram cerca de 96% na cidade.

Os resultados também mostraram que a imunização protege tanto dos adultos que receberam as duas doses da vacina quanto as crianças e adolescentes com menos de 18 anos que não foram vacinados.

Vacinados
Desde o início do projeto de vacinação até esta sexta-feira, 22, 86,66% da população de 45.644 habitantes foram vacinadas. Ainda segundo a plataforma Vacinômetro, das 77.664 doses aplicadas, 39.554 são da primeira dose, 33.614 da segunda dose e 4.496 das outras aplicações feitas são da terceira dose.
   


22/10/2021 - Revide
Foto: 
Jornal de Brasilia