Canal:
QUALIDADE DE VIDA

 

    
RIBEIRÃO ENCERRA, COM RESSALVAS, AS RESTRIÇÕES DE ISOLAMENTO SOCIAL E MANTÉM USO DE MÁSCARAS
     . REGIS   s 

        
Para eventos e casas noturnas, Prefeitura determinou "passaporte da vacina"
   
          

 

  


A Prefeitura de Ribeirão Preto determinou o fim das restrições de isolamento social em decorrência da pandemia da Covid-19. O anúncio é feito durante coletiva nesta quinta-feira, 28, no Palácio do Rio Branco.

O prefeito Duarte Nogueira (PSDB) anunciou o fim das restrições de dias e horários para as atividades de comércio e serviço. Além da possibilidade dos ajustes voltarem a atender a 100% do público.

Porém, ficam mantidas as seguintes medidas de segurança:
- Proibidas as aglomerações
- Obrigatório o uso de máscara
- Distanciamento de 1 metro nos atendimentos
- Obrigatório o uso de álcool em gel 70%
- Manter a limpeza e higienização dos locais e equipamentos

Bares e restaurantes voltar a atender clientes em pé, mas a recomendação, segundo a Prefeitura, é que se mantém o atendimento sentado. A limitação é de 10 pessoas por mesa ou balcão.

Também fica liberada a realização de eventos para até 700 pessoas, acima disso, será necessário solicitar uma permissão para o Departamento de Fiscalização Geral. “Evento com até 700 pessoas, que obedeçam ao mesmo critério de restaurantes e semelhantes, será permitido sem permissão prévia. Entre 700 e mil pessoas, haverá a necessidade de autorização prévia, mas não terá a cobrança da cobertura vacinal. Acima de mil pessoas, sempre com a exigência da cobertura vacinal, mas mesmo assim autorização prévia ”, afirmou o Secretário de Governo Antônio Daas Abboud. 

“Passaporte da vacina”
Para eventos acima de mil pessoas, a Prefeitura determina que seja exigido a comprovação do esquema vacinal completo. Segundo o secretário de governo, a fiscalização será mediada de acordo com o plano de autorização prévia enviada pelos organizadores do evento, com o prazo de no mínimo 15 dias antes do evento. 

“Temos a possibilidade de fazer essa fiscalização pelo celular através do sistema nacional e, ao mesmo tempo, temos o sistema da Prefeitura, que é a carteirinha de vacinação. Então, essa fiscalização será a cargo do organizador, mediante o que ele nos apresentar como plano de trabalho do evento. E, obviamente, uma fiscalização pode a qualquer momento comprovar, de forma aleatória, se isso está ou não sendo feito. É impossível a fiscalização verificar o item todos os dias, mas o organizador tem essa responsabilidade ”, concluiu Abboud.

Aos que tomaram apenas uma dose, será obrigatório a apresentação do teste negativo de Covid-19, do tipo PCR, realizado em até 48 horas antes do evento. No caso de menores de 12 anos, pode ser apresentado apenas o teste negativo.

Para casas noturnas, boates e similares, será permitido o funcionamento com 50% de ocupação, além da exigência da comprovação do esquema vacinal completo dos presentes. Ou, caso tenham tomado apenas a primeira dose, o teste PCR negativo.


 


28/10/2021 - Revide
Foto: Susanna Nazar